quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

EJACULAÇÃO PRECOCE



Faça da Ejaculação Precoce Uma Coisa do Passado para Que Ela Saiba que Você é um Homem de Verdade!

Busque na massoterapia as técnica propiás e seja feliz.

A Ejaculação Precoce ou Prematura (EP) é um dos problemas sexuais mais freqüentes nos homens e nos casais, sendo responsável por 40% das queixas encontradas em consultório de terapeutas sexuais. Acontece que a EP é um lugar comum na juventude, em encontros com parceiros novos ou após algum tempo de abstinência. Quando se estende pela maturidade e se torna presente em mais da metade dos encontros sexuais, torna-se, aí sim, um problema crônico e um Transtorno Sexual.
Existe tratamento, tanto medicamentoso quanto psicoterápico. A primeira linha de tratamento é a reorientação e a reeducação do homem ou do casal quanto à função sexual normal. Clareiam-se as situações em que se considera como "normal" o tempo de ejaculação mais curto ou insatisfatório (comum em jovens, com novos parceiros, ou após longa abstinência). Quando a EP se torna persistente, ou seja, aparece em mais da metade dos encontros sexuais, um tratamento mais específico se faz necessário.
A segunda linha terapêutica é o chamado tratamento cognitivo-comportamental. Constitui-se em uma série de exercícios e tarefas para serem realizadas em casa para controle do tempo de ejaculação. Seguem-se alguns exemplos meramente ilustrativos:
De qualquer forma, esta disfunção sexual tem bom prognóstico, ou seja, apresenta bons índices de cura para a grande maioria dos indivíduos que procura orientação especializada. Geralmente, seis a dez sessões são suficientes para a melhora da vida sexual do homem e do casal.

PROBLEMAS NO CASAMENTO



Quais são as Causas da Impotência ?







Causas psicológicas:
  Ansiedade
Depressão
  Fadiga
  Culpa
  Stress
  Problemas maritais
  Problemas financeiros
  Ansiedade por desempenho
 Excessivo uso de álcool e drogas

Há três câmaras separadas no pênis normal: duas câmaras eréteis interconectadas, chamadas corpo cavernoso, que ocupam o volume do pênis, e a uretra, um tubo que pode conduzir tanto a urina como o sêmen. As câmaras eréteis ficam anexadas ao osso púbico e se estendem da parte abdominal para a porção visível do pênis. Essa âncora ajuda a manter o pênis rígido quando as câmaras ficam cheias de sangue. Cada câmara erétil é formada por um tecido parecido com uma esponja que se enche de sangue durante a fase de excitamento.     O sangue fica preso no pênis, aumentando e endurecendo
A ereção pode se iniciar  com a massagem e estimulação e com os bloqueios
 Estímulo psicológico  e com o controle da da respiração
Estímulo físico toque da genitália masculina de maneira suave
O sistema nervoso atua no cérebro com pensamentos e desbloqueios  enquanto outro centro, na coluna vertebral reage ao toque. Ambos o massoterapeuta e o paciente atuam em conjunto para produzir a ereção como um auto reflexo que é auxiliado pelo hormônio masculino, a testosterona. Dessa pequena descrição da fisiologia da ereção, pode-se ver que qualquer problema que afete o cérebro, a espinha, as terminações nervosas do pênis, as artérias penianas, os corpos esponjosos, as veias do pênis ou a produção da testosterona podem atrapalhar uma ereção normal
 

Causas Psicológicas

Quando isso ocorre, muitas vezes, a simples solução do problema que está preocupando o homem permite que o seu desempenho sexual volte a ser normal. Caso isto não ocorra, pode ser necessário procurar ajuda junto a um psicólogo.um massoterapeuta Quando se trata de um problema físico, entretanto, é necessário e indispensável o auxílio de um médico

Causas físicas: Podem ser de origem arterial diminuição do aporte sangüíneo aos corpos cavernosos, neurogênicas algum problema que afete a medula ou a inervação periférica do pênis ou mesmo efeito colateral de medicamentos que podem promover além de disfunções eréteis, distúrbios da libido ou disfunções ejaculatórias como são apresentadas no item Distúrbios da Ereção.

Álcool - Em pequenas doses pode servir de estimulante do desejo sexual mas, em alta quantidade começa a apresentar efeitos danosos à ereção pois os músculos entram em processo interno de relaxamento. a massagem tântrica fortalece e vitaliza a anatomia peniana.

Fumo – O tabagismo é fator de risco para desenvolvimento de arteriosclerose nas artérias pudentas e penianas comuns em pacientes jovens com oito vezes mais finas que as artérias coronáriaso que dizer de uma artéria de seis a oito vezes mais fina, além de provocar uma vasconstrição sobre as artérias. por iso é idicado as massagem pois estimula a circulação do sangue

Colesterol - O aumento de colesterol, decorrente de altas doses de gordura na alimentação também causa a obstrução da circulação do pênis levando à impotência.
Drogas - As drogas, tais como Maconha, Crack, Cocaína, etc., acarretam de forma sensível a parte sexual do indivíduo. Há uma enorme redução da parte circulatória da região peniana, levando o indivíduo a ter problemas sérios de ereção

Impotência como efeito colateral de medicamentos para Pressão, Depressão, Diuréticos etc. - Grande parte dos medicamentos utilizados nestes tratamentos pode acarretar problemas de ereção. Uma vez que os medicamentos não podem ser suspensos, há necessidade de se tratar os efeitos colaterais dos mesmos. Isso felizmente é tranqüilo devido à grande evolução dos tratamentos para Impotência. Também drogas para problemas cardiovasculares, Parkinson, psicotrópicos, anfetaminas e alguns hormônios podem causar esse efeito colateral

Efeito colateral de Cirurgias e Traumas - A cirurgia de próstata pode ter como conseqüência o problema da Impotência Sexual. Não ocorre em todos os casos de cirurgia, mas em grande parte deles. O que se faz é tratar do problema de Impotência usando um dos inúmeros recursos hoje disponíveis, estando inclusive alguns apresentados neste site. Não há, portanto o que se temer

Impotência Resultante de Traumas - Um trauma em qualquer porção da região pélvica ou da coluna pode resultar em impotência, pois, no diafragma urogenital encontramos diversos nervos frágeis e artérias que suprem o pênis. nesses distúrbios de ereção.
Podemos citar
  Traumatismos crânio-encefálico
  Cirurgias no cérebro
 Laminectomia lombar
  Lesão medular
  Linfadenectomia retroperitoneal sem preservação de nervos
  Aneurismectomia da aorta abdominal
  Cirurgias radicais para câncer do intestino e geniturinárias
O índice de violência atual, com inúmero disparo de balas perdidas tem, sem dúvida alguma, contribuído para o aumento do número de pacientes com algumas das lesões anteriormente descritas.

Problemas Hormonais – Algumas doenças, como problemas nos rins ou no fígado podem causar uma alteração hormonal, o qual controla as ereções. Baixos índices de testosterona também podem ser um fator agravante.
Problemas neurológicos – Lesões na coluna, defeitos congênitos tais como medula espinal bífida, tumores ou aumento da pressão no crânio e doenças musculares tais como esclerose múltipla podem levar à Disfunção Erétil

COMO CONTRIBUIR PARA UMA VIDA SAUDÁVEL PARA COM SEU BEM ESTAR

  Evitar o fumo e o excesso de álcool
  Controle alimentar, evitando gorduras e colesterol na dieta
  Exercício físico regular evitando-se o sedentarismo
  Combater a obesidade
  Controle rigoroso de diabetes
  Observar a possibilidade de a disfunção ser efeito colateral de algum medicamento que o paciente tenha que tomar, e se for, verificar com seu médico se há a possibilidade de substituir esse medicamento por outro sem tal efeito
  Combate à depressão e uma boa massagem pra relaxa faz parte seu corpo agredece





































































































































QUANDO A EREÇÃO PREJUDICA???



Não deve existir um homem sequer que não se preocupe em conseguir uma ereção. Afinal, nada é pior do que broxar na hora H. Sim, este é um dos maiores pesadelos masculinos. Mas muitos não sabem que o contrário, e em excesso, pode ser um problemão e tanto. A dificuldade de controlar uma ereção, que pode ocorrer de forma indesejada e durar muito mais que o esperado, tem um nome e é uma doença. Trata-se do priapismo.

O problema é caracterizado por uma ereção que dura mais de quatro horas, não é despertada pelo desejo sexual, mas por disfunções orgânicas. Causa dores e alguns outros inconvenientes fáceis de imaginar. Ao notar o problema, que atinge de um a três homens em cada 100 mil, o ideal é buscar um médico o quanto antes, para evitar que a situação se agrave, podendo causar até impotência. O nome da doença é inspirado no Deus grego Priapo, filho de Afrodite, conhecido pelo seu falo longo e ereto. Quer saber mais? O urologista  respondeu a 10 questões sobre a doença.

1) Quais são as causas do problema, existe alguma situação em que a doença se manifesta mais comumente (como não voltar à flacidez depois do orgasmo) ou ela vem de repente, sem nada que a estimule?
O problema pode ser ocasionado por doenças hematológicas, como a anemia falciforme e a leucemia, que dificultam a drenagem do sangue. O uso de medicamentos antidepressivos, de drogas como cocaína e o álcool, de injeções para estimular a ereção – vasodilatadores utilizados no tratamento da disfunção erétil, como a prostaglandina – ou até mesmo um trauma sobre o pênis também podem provocar a ereção prolongada e indesejada que caracteriza o mal. Em alguns casos, no entanto, o priapismo pode aparecer sem que se consiga apontar uma causa que o justifique.

2) Como é o tratamento? Tem cura?
O tratamento mais comum é aplicar injeções de medicamentos específicos no pênis, para provocar o fechamento dos vasos sanguíneos. Também fazemos drenagem e lavagem do corpo cavernoso – tecido erétil do pênis, tentando restabelecer a condição de flacidez. Em último caso, recorremos à cirurgia. A cura é perfeitamente possível.

3) A ereção prolongada pode acontecer uma única vez ou é um problema recorrente?
Não costuma ser recorrente, pode acontecer esporadicamente. De qualquer forma, é fundamental contar com acompanhamento médico tão logo seja detectado o sintoma.

4) O uso de medicamentos para disfunção erétil ¿ como o Viagra -, sem prescrição médica, pode levar ao priapismo?
As descrições na literatura são mínimas, e o risco, muito baixo. A associação de vários medicamentos diferentes tem mais relação com o aparecimento do problema.

5) Qual a incidência do problema? Ele acomete jovens também?
Sim. O mal afeta homens de todas as idades. A prevalência, entre a população masculina brasileira, é de um a três casos em cada 100 mil homens.

6) O priapismo pode levar à impotência?
Sim. Sem o tratamento adequado, o mal pode evoluir para uma fibrose do tecido erétil. Daí a importância de procurar um médico o mais rápido possível.

7) O problema pode desencadear doenças mais graves, além da impotência?
Não. Mas pode ser o primeiro sinal de uma doença hematológica, como a anemia falciforme ou a leucemia.

É hereditário ou transmissível?
Não.

9) Existe diferença física entre uma ereção normal e a do priapismo? É possível aproveitar a ereção para manter a atividade sexual por várias horas seguidas?
O priapismo não está associado a uma rigidez da glande. Normalmente, é apenas o corpo cavernoso que fica ereto. Por isso, é possível que se note uma pequena diferença na aparência do pênis. O problema também costuma provocar muita dor e, nessa situação, é impossível ter uma relação sexual.

10) Durante quanto tempo o problema pode persistir?
O quadro pode perdurar por vários dias, mas o ideal é que o atendimento médico seja imediato. Se a ereção se mantiver por mais de seis horas, já é sinal de que a intervenção clínica é necessária.

mas que já tem outros meios como as técnicas da massoterapia 
bem menos agressivo do aplicação de injeções entre outros medicamentos 

sábado, 21 de janeiro de 2012

LINGAM MASSAGEM R$150,00

video


A Lingam Massagem é um método excepcional para a cura de Ejaculação Precoce, Impotência, dificuldade em atingir o orgasmo e ausência ou baixa de libido.Traz consciência e aumenta a sensibilidade genital e revela e dissolve bloqueios e traumas psicológicos e emocionais que podem esta inibindo o fuxo,Na Lingam Massagem, o trabalho é focado, superdimensionado e intensificado no Pênis (Lingam). É importante frisar que estas manipulações genitais são técnicas que nada tem a ver com a masturbação, e sim com estímulos profundamente estudados e pesquisados, especificamente aplicados com o objetivo de aumentar o aspecto sensorial da região genital, proporcionando um tipo de prazer e estados alterados de percepção e consciência nunca experimentados nas manipulações usuais masturbatórias ou sexuais. .desperta a consciência da bioeletricidade Potencializa as ondas de prazer orgasmos secos e múltiplos com ou sem ejaculação  O orgasmo ejaculatório embora este possa ser um agradável o efeito desta manipulação.Com a freqüência deste estímulo, os homens obtêm um salto imenso em sua sensibilidade sensorial e intensidade do prazer, experimentando múltiplos e sucessivos orgasmos secos (não-ejaculatórios)   fortalece e vitaliza a anatomia genitais..,.aumento do tempo na sustentação da ereção, maior flexibilidade e aumento do pênis
extensão e largura:  Proporcionar prazer através do Toque, do Movimento, do pensamento e da respiração e atua principalmente no desenvolvimento da vitalidade.  Neste nível, ocorrem descargas energéticas indescritíveis, revelando uma potencialidade orgástica impressionante e inimaginável    Ajuda no tratamento da ejaculação precoce, disfunção e rétil – Impotência  aumenta o nivel de libido


Queda no nível de testosterona pode diminuir a libido dos homens


 
Queda do hormônio testosterona em homens, principalmente depois dos 50 anos, gera distúrbio que leva à depressão, ansiedade, sonolência e falta de apetite sexual
A queda na produção da testosterona ocorre, em geral, a partir dos 40 anos, com perda entre 1% e 2% do hormônio total disponível por ano. Muitas vezes, os sintomas são confundidos com estresse profissional ou pessoal. Cerca de 20% dos homens apresentam esse problema

YONI MASSAGEM R$150,00





video
 


A Yoni Massagem é um método excepcional para a cura da Anorgasmia (ausência de orgasmo), dificuldade em atingir o orgasmo, ausência ou baixa de libido, ausência, perda ou diminuição de sensibilidade clitoriana e vaginal e Vaginismo (contração involuntária dos músculos próximos à vagina, dificultando ou até impedindo a penetração pelo pênis na relação sexual, com presença de dor).

Na Yoni Massagem, o trabalho é focado, super dimensionado e intensificado na Vagina (Yoni). É importante frisar que estas manipulações genitais são técnicas que nada tem a ver com a masturbação, e sim com estímulos profundamente estudados e pesquisados, especificamente aplicados com o objetivo de aumentar o aspecto sensorial da região genital, proporcionando um tipo de prazer e estados alterados de percepção e consciência nunca experimentados nas manipulações usuais masturbatórias ou sexuais.

Neste nível, ocorrem descargas energéticas indescritíveis, revelando uma potencialidade orgástica impressionante e imaginável. Ocorrem orgasmos múltiplos, sem declínio do prazer

Com a Yoni Massagem, o ganho na qualidade do prazer é excepcional, muito além da experiência sexual que as mulheres em geral possuem através das manipulações usuais do clitóris e da vagina. Ocorre uma grande ruptura e mudança de paradigmas com relação ao prazer e com a forma de lidar com o corpo. O foco é a cuidadosa massagem de todo o órgão genital feminino, incluindo a virilha, a vulva, os lábios internos e externos (também conhecidos como 'pequenos' e 'grandes' lábios), o clitóris e, internamente, o Ponto G no canal da vagina (G-Spot, a Glândula de Grafenberg), permitindo o desfrute de diferentes formas de prazer, cumulativas e progressivas.

Ocorre então uma alteração substancial na estrutura sensorial do clitóris, que modifica significativamente situações ligadas ao prazer e ao orgasmo contínuo. A mulher vai aos poucos se abrindo e se entregando com confiança, ultrapassando e eliminando medos, culpas e repressões e passa a experimentar orgasmos perenes e de vale (orgasmos que emendam um ao outro, sem queda do clímax). Muito freqüentemente, a mulher também descobre seu potencial ejaculatório, também acompanhado de intenso prazer.